Magic à Lá Carte - Aniversário

18 de abril de 2012

O Mundo de Retorno de Avacyn parte 02



Esta é a segunda parte sobre o mundo de retorno de Avacyn. Aqui saberemos um pouco mais sobre o novo Planeswalker vermelho. Aqui você encontra a primeira parte.

  

Tibalt, Sangue Demoníaco


Como estudante de um skaberen de Nefália, Tibalt tentou seguir os passos de seu mestre, reconstruindo e reanimando cadáveres. Mas lhe faltavam a disciplina e o talento para realizar o trabalho sombrio e meticuloso. Nutrindo um sentimento de ódio, alimentado por suas constantes falhas e seu isolamento, ele começou a voltar seus talentos para o mundo vivente. Seus experimentos testavam a capacidade dos organismos vivos de resistirem à dor.



Tibalt usou apenas vermes no início, mas logo passou a testar animais maiores e, por fim, mendigos. Como que evocados pela natureza maligna de seus experimentos, demônios começaram a se aglomerar próximo ao laboratório de Tibalt, à noite, sussurrando em sua língua macabra. Após algum tempo, os demônios se ofereceram para revelar a Tibalt uma nova perspectiva sobre aquilo que mais o fascinava: a natureza da dor. Permeado pela sensação de poder, Tibalt foi se tornando mais sádico e mais descuidado, ignorando os comentários do povo da cidade.

Pouco depois, um inquisidor arrombou a porta de seu laboratório. Encontrado em uma sala cheia de demônios faladores e material de tortura, Tibalt deveria ter sido executado ou encarcerado pelo resto da vida. Mas naquele exato momento, o necromante invocou uma poderosa mágica criada pelo conhecimento demoníaco e por suas próprias descobertas sinistras. A mágica fundiu a essência de Tibalt com a dos demônios, ao custo de inflingir-lhe a mesma dor que ele causou a todos os outros seres. E, naquele momento, a centelha de Planeswalker de Tibalt foi acesa, lançando-o no Multiverso, para longe das lâminas do inquisidor. Hoje um meio humano, meio demônio, Tibalt está livre para praticar sua arte em inúmeros outros planos.


Follow Leo_ARCANA on Twitter

4 comentários:

  1. ahhh podiam faze o Tibalt um poquinho mais foda (as habilidades no caso pq o custo ta muito bom) comparado com o planes azul ali ficou fraco (eu acho). Pq a arte da carta ficou show a imagem do Tibalt ficou mais fera q a chandra e o koth. Resumindo gostei bastante da imagem do card (demonio vestido como um lord pirata) x)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostei muito da arte, achei ela impecável.

      Excluir
  2. Meh...
    Não acho que o flavor do PW combinou muito com as habilidades que foram impressas na carta (salvo pela segunda, que da pra entender). A imagem dele, sem sombra de dúvida, talvez esteja entre as melhores de um planeswalker já lançado, a história dele também é bastante contundente (principalmente por ele SER nativo de Innistrad, tal como Sorin). Então como, só me respondam COMO ele saiu com habilidades tão desparelhadas de quem ele é? Eu não achei o card ruim e acho que vai ver jogo no standard e no até mesmo no Modern, mas acho que faltou paridade da wizards para fazer algo mais coeso com a história do personagem.

    Abração.
    ô/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas coisas do flavor ainda me intrigam. O Custo dele ficou interessante, afinal ele é um planeswalker "guri", ok. Lealdade condizente com um demônio, ok. Agora os poderes dele não fazem seu aliado (jogador que o conjurou) sofrer, nem ele se auto inflige dano (como fazia o Vol), então nenhuma habilidade ficou condizente com a história. Agora não sabemos se ele saiu de Innistrad antes de Avacyn sumir, se ele e o Sorin se cruzaram por la... Enfim, pelo menos aguçou minha curiosidade ;)

      Excluir